A todos aqueles que reproduzem os textos postados aqui, por favor, quando publicarem em outros blogs ou sites favor mencionar o nome do autor, e se possível nos informar para que tenhamos conhecimento e fazer uma parceria. qualquer dúvida ou sugestão mande um e-mail para pcefabi@hotmail.com. Paulo Cezar de Lima
English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

domingo, 9 de dezembro de 2012

Não Nasci Para Ser Manipulado Como se Fosse Uma Marionete



Ser formador de opinião é lutar contra a correnteza, é se opor aqueles que preferem manipular e serem manipulados, é arrumar briga, conquistar a inimizade daqueles que se conformam com as coisas do jeito que estão. Ser formador de opinião muitas das vezes é se preparar para ser rejeitado até daqueles que batem nas suas costas e se dizem ser seus amigos.

Mas a cada dia que passa vou aprendendo que  esse meu jeito de ser não será aplaudido pelos homens, desde que aceitei servir a Jesus aprendi que tenho que agradá-lo,  e isso me satisfaz, pois sei que não estou caminhando no caminho errado, não me vendo por ofertas e nem por títulos, se está errado que a verdade venha a tona, se está certo que mereça os méritos.

Quando olho para a história vejo homens que pagaram um alto preço por serem formadores de opinião, pessoas que não fizeram as coisas para agradar imperadores, presidentes e lideres, mas que ficaram marcados na história pela sua coragem e bravura.

Dom Pedro I, Martinho Lutero, Tiradentes, Mather Luter King se opuseram ao comodismo da época e por isso sofreram grandes retaliações, lutaram contra governos, papas e uma sociedade acomodada com o erro e com o sistema, arriscaram suas vidas simplesmente porque eram comprometidos com a verdade e com o próximo.

Ainda não sou perseguido por expor o que penso, mas já sinto um distanciamento de muitos amigos que se conformaram com o sistema, vejo que muitos assim como eu não concordam com muitas coisas, mas preferem vendar os olhos e fingir que está tudo bem, não tem coragem de dar a cara à tapa. Preferem ser alienados e alimentar a corruptos que barganham a fé.

Não nasci para ser manipulado, nem muito menos para ser mais um no meio de muitos, creio a cada dia que fui chamado para proclamar o evangelho puro e simples, um evangelho semelhante aquele que João Batista pregava, um evangelho descomprometido com lideranças humanas, sem nenhum vinculo com o pecado, suborno ou com o meu bem estar. Não estou preocupado com as criticas, nem se “vão me queimar nos púlpitos”. Alias meu ministério não está firmado em uma tribuna, pois tenho comigo que o verdadeiro evangelista prega no corpo a corpo, não se cansa de anunciar Cristo nas praças, nas ruas, nos becos, nos hospitais, se as portas do templo se fechar para mim, o mundo ainda precisa ouvir falar de Jesus.

Não o Jesus mercantilizado por grandes catedrais, aquele que vive de barganhas, que perdoa pecados e te valoriza pela tua classe social, ou pelo valor de tuas contribuições, mas o Jesus que não faz acepção de pessoas, que ama o pecador, mas “odeia o pecado”.

Ninguém gosta de ouvir a verdade, ainda mais quando ela fere os seus deleites, quando a verdade falada pode abrir os olhos de muitos que estão cegados na idolatria e na ignorância. A verdade dói, mas prefiro a verdade a alimentar o pai da mentira.  

Paulo Cezar de Lima
Blog Nada Além da Verdade 

Nenhum comentário:

Artigos mais Lidos

Caixa de promessas