A todos aqueles que reproduzem os textos postados aqui, por favor, quando publicarem em outros blogs ou sites favor mencionar o nome do autor, e se possível nos informar para que tenhamos conhecimento e fazer uma parceria. qualquer dúvida ou sugestão mande um e-mail para pcefabi@hotmail.com. Paulo Cezar de Lima
English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

domingo, 1 de setembro de 2013

Amor Por Contrato

A verdade é que muito casais estão vivendo um casamento por contrato, onde o amor já não existe, a cumplicidade e o afeto já não fazem parte do relacionamento do casal. Não vivem como Adão definiu sua esposa, e Disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne, esta será chamada mulher, porquanto do homem foi formada. (Genesis 2:23)

Alguém me perguntou esses dias porque existem muito casamentos desfeitos, muitos relacionamentos destruídos, porque muitas pessoas hoje casam e logo procuram o divórcio. A resposta para tudo isso é o sistema individual que muitas pessoas estão vivendo.

Muitas famílias hoje estão vivendo um contrato e não um casamento tratam seu cônjuge como sócio e não como devem ser tratados, homem e mulher saem para trabalhar em carros separados, estudam a noite e quando chegam em casa não tem diálogo, vivem a vida separados, não saem juntos, não sentam a mesa para almoçar, não discutem os problemas do dia a dia, cada um resolve os problemas como se fosse solteiro, ou como se não existisse alguém para dar satisfação.

Domingo é único dia que o casal tem para passar juntos, mas pela manhã o homem coloca um tênis no pé e vai jogar bola com os amigos, deixa a esposa em casa cuidando dos filhos e do almoço e vai se divertir “com os amigos”.
A família é algo secundário na vida da sociedade pós moderna, os filhos aprendem com as babas eletrônicas e não com o exemplo vindo do lar, por isso que existem muitas crianças com um futuro mal estruturado, que preferem dar ouvidos aos amigos lá de fora do que ao pai ou a mãe.

O homem e a mulher foram feitos para viver juntos, este é um dos princípios da criação, E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: Far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. (Genesis 2:18) marido e mulher formam um casal que deve buscar a união sentimental, emocional e corporal, a cada dia ambos viverem como se fossem uma só carne, com um só propósito.

Paulo Cezar de Lima. 
Blog Nada Além da Verdade

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Marco Feliciano é Aclamado Por Fiéis nos Gideões Missionários



Evangélicos receberam o parlamentar ao som do Hino Nacional gritando “Feliciano me representa”.


Milhares de evangélicos vindos de diversas partes do Brasil se reúnem todos os anos na cidade de Camboriú, Santa Cataria para acompanhar as reuniões do maior congresso de missões da atualidade, o Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora.
Pregando desde 2001 no evento, Marco Feliciano, pastor e deputado federal pelo Partido Social Cristão, é sempre um dos conferencistas mais aguardados no evento. Neste domingo (28) não foi diferente. Desta vez o motivo era outro.
Envolvido em polêmicas desde que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) o parlamentar tornou-se principal notícia nas mídias do Brasil.
Ativistas chegaram a acusá-lo de racismo e homofobia por causa de declarações polêmicas do evangélico nas redes sociais. Feliciano havia dito que “africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé”.
Desde então, milhares de manifestantes haviam promovido campanhas pedindo a saída do deputado da liderança do colegiado. Uma das igrejas de seu ministério, Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, chegou a cancelar suas agendas com o líder por causa de manifestações na entrada do templo.
Nesta manhã centenas de jornalistas e sites de notícias esperavam a pregação de Feliciano, que ao assumir o altar informou: “Os jornalistas que quiserem ouvir minha declaração sobre a Comissão de Direitos Humanos terão que ficar até a noite, pois só falarei a noite”, passando o microfone para outro pregador.
Feliciano assumiu o altar à noite, por volta das 21 horas e foi aclamado pela multidão em Camboriú. Milhares de evangélicos receberam o parlamentar ao som do Hino Nacional gritando “Feliciano me representa”.
Marco Feliciano evitou falar sobre a CDHM, apenas agradeceu o apoio dos principais líderes evangélicos, entre eles: Abner Ferreira, Renê Terra Nova, Silas Malafaia, Samuel Ferreira, Bispo Manoel Ferreira, entre outros.
O parlamentar também criticou a mídia secular, lembrou o  titulo da revista isto é "O homem que afrontou o Brasil. Porque ele não cai?", e respondeu: “Não caiu por causa das orações dos crentes”, disse antes de destacar: “Nunca houve tanta oração por uma única pessoa”.
“Pinçaram palavras polêmicas desenhando uma figura de um monstro. Se eu fosse um monstro não teríamos esta multidão me assistindo. Minhas pregações não despertam o ódio, despertam a convicção de seus pecados”, continuou.
Feliciano aproveitou a ocasião para incentivar os evangélicos a boicotarem as emissoras de televisão que tem se manifestado contra os evangélicos: “Não assistam mais suas novelas”.
Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Biografia dos Pais da Teologia no Brasil (Pr. Kolenda e Missionária Ruty Doris Lemos) )



O interesse por um centro de formação para obreiros no Brasil só começou a partir da chegada dos missionários norte americanos John Peter Kolenda e Lawrence Olson, que chegaram em solo brasileiro nos anos de 1930 e 1940, era interesse dos missionários americanos o desenvolvimento de um instituto bíblico onde obreiros do Brasil pudessem aprender  e se submeter aos ensinos teológicos, tomando como exemplo os Estados Unidos onde os obreiros precisavam de um preparo médio de quatro anos em um instituto bíblico para ordenação.

No ano de 1943, pastor John Peter Kolenda apresentou o seu interesse aos obreiros na 4ª Semana Bíblica das Assembléias de Deus no Brasil, realizada em São Cristovão RJ, houve a possibilidade de formar uma escola bíblica noturna com aulas todas as noites, exceto nos dias de culto, essa idéia partiu do pastor Paulo Leivas Macalão, o missionário americano Lawrense Olson sugeriu que fosse implantado no Brasil institutos bíblicos, escolas teológicas e seminários, isso causou uma grande discussão e muitos tentaram impedir que esse projeto fosse levado adiante, houve forte resistência de muitos obreiros que tinham como forte influencia a perspectiva escandinava herdada pelos primeiros missionários  

João Kolenda Lemos (sobrinho do pastor John Peter Kolenda) natural do estado do Rio Grande do sul foi enviado para o seminário de teologia das Assembléias de Deus em Springfield – Estado de Missouri – Estados Unidos, foi no período de suas férias que conheceu a jovem Ruth Dóris, formada em teologia pelo Instituto Bíblico dos Grandes Lagos e Ministra do Evangelho no Distrito Norte do Estado da Califórnia, após orarem e buscarem a vontade de Deus para suas vidas se casaram no mês de outubro de 1950.  

No ano de 1951, após João Kolenda concluir os estudos no seminário, o casal Kolenda veio para o Brasil como missionários para a cidade de São Cristovão no Rio de Janeiro, em 1955 foi ao ar pela primeira vez o programa “Voz das Assembléias de Deus” dirigido pelo missionário Lawrence Olson com o auxilio do casal Kolenda que ajudava na produção do programa, irmã Dóris acompanhava os hinos com um órgão litúrgico. trabalharam junto com o missionário Lawrence Olson e auxiliaram na produção de materiais para escola dominical na Casa Publicadora das Assembléias de Deus, João Kolenda como tesoureiro, ajudava na área literária e ela com literatura infantil, embora conhecesse muito pouco de português.

O desejo de fundar um seminário de teologia surgiu entre os anos de 1956 e 1957, o casal Kolenda deixou a Casa Publicadora das Assembléias de Deus e iniciou um árduo trabalho na tradução de livros, manuscritos e outras literaturas para a língua portuguesa, levaram aproximadamente um ano e meio traduzindo material suficiente para que pudessem fundar no Brasil o Instituto Bíblico.

 Durante boa parte da década de 50 o casal buscou ao Senhor quanto ao tempo em que deveriam fundar o Instituto Bíblico. Depois de muita oração, o Senhor apontou o Vale do Paraíba, mas precisamente a cidade de Pindamonhangaba, no interior de São Paulo para a concretização deste sonho que Deus havia plantado no coração desse casal, no dia 15 de outubro de 1958, na cidade de Pindamonhangaba SP nasceu o Instituto Bíblico das Assembléias de Deus mais conhecido como IBAD, mas foi só no dia 18 de março de 1959 que deu se inicio as aulas presenciais, com regime de internato, dando ênfase a chamada missionária, nos primeiros anos de existência a missionária Ruth Dóris Lemos dava aulas de inglês para ajudar a sustentar o seminário.  

 Desde a fundação do IBAD Pastor Kolenda lecionou  ininterruptamente ao longos desses 50 anos, ensinando jovens a fazer a obra de Deus com amor e carinho, se hoje podemos ver institutos bíblicos e faculdades de teologia espalhados por todo esse nosso Brasil, é porque um dia dois missionários ousaram lutar contra a ignorância e a falta de visão dos lideres das Assembléias de Deus nos anos de 1950 e 1960, o IBAD poderia muito bem ser inaugurado na capital de São Paulo, mas por falta de apoio  foi obrigado a se instalar em Pindamonhangaba SP, no norte do estado.            

No dia 23 de outubro de 2009 faleceu a missionária Ruth Dóris Lemos após ser submetida a uma cirurgia endovascular, um ano depois do IBAD completar cinqüenta anos (jubileu de ouro).

No dia 28 de dezembro de 2012 faleceu o Pr. João Kolenda, Nascido em 18 de dezembro de 1922, pastor Kolenda foi um dos pioneiros na área de Educação Teológica das Assembleias de Deus no Brasil.
 
O pastor Abner Ferreira, presidente do Conselho dos Ministros Evangélicos do Brasil (CIMEB) e líder da Assembleia de Deus em Madureira, Rio de Janeiro, foi um dos primeiros a comentar a morte do pastor João Kolenda Lemos. Abner referiu-se ao pioneiro como o “maior e melhor reitor de escola teológica” que já conheceu.
“Foi promovido às mansões celestiais o maior e melhor reitor de escola teológica que eu já conheci em toda a minha vida. Pastor João Kolenda Lemos é o pai da teologia das Assembleias de Deus, um exemplo eterno para todas as gerações de líderes comprometidos com a Biblia Sagrada”, escreveu. “Meu mestre, mentor e pastor. Suas Lições jamais serão esquecidas. Simplesmente insubstituível inesquecível”, continuou. “Descanse em paz meu mestre. Você merece. Seu galardão está te aguardando. Tenho certeza que será um dos maiores”, concluiu.
 Muitos foram os soldados que Missionária Ruth Dóris Lemos e pastor João Kolenda ensinaram ao longo desses anos, espalhados pelo Brasil e exterior existem missionários e pastores que um dia puderam aprender na pratica a servir ao Mestre, um exemplo de vida cristã e uma referencia na educação teológica dentro das Assembléias de Deus.

Acredito que todos os ibadianos conhecem esse hino, pois o coral na regência da missionária Ruth Dóris Lemos cantava, como sentíamos a presença de Deus só no fato de olhar para aquela senhora já com suas clãs brancas a frente com toda a dedicação e amor entoando ao Senhor!

Ó Senhor enche-me com teu Espírito
E com teu poder e fogo
Toma este vaso, ó vem moldá-lo
Pra servir na tua obra Senhor

Fala Senhor quero ouvir a tua voz
Ponha a tua mão sobre mim
Fixa meus olhos firme e suave
E unja minha vida, prepara-me Senhor

Toma minha vida, vem consagrá-la
Para servir na tua obra Senhor.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

PM Atira em Homem Com a Biblia Por Pensar Que Era Arma


Nesta quinta-feira (27), o comando da Polícia Militar de Avaré (SP) informou que irá apurar o assassinato do coletor de lixo Antônio Marcos dos Santos, 42 anos. O homem foi morto na noite de quarta-feira (26) próximo à casa onde morava, no bairro Bonsucesso, por um policial militar que confundiu a Bíblia que a vítima levava no bolso com uma arma.

De acordo com o major Maurício José Raimundo, o tiro foi disparado por um cabo da PM. Para Raimundo, o caso foi uma tragédia. “O policial envolvido é considerado um bom profissional. Não tem histórico de violência. Infelizmente foi uma fatalidade”, comenta.
O policial foi preso e encaminhado ao presídio militar Romão Gomes, na capital paulista, local onde ficam detidos policiais militares investigados.

Bíblia que a vítima leva no bolso foi confundida com arma

A morte é investigada pela Polícia Civil. O inquérito foi instaurado no 2º Distrito Policial. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima estava a pouco mais de dez metros da casa e seguia para uma igreja levando uma Bíblia. Ele foi abordado pelos PMs e recebeu ordens para levantar os braços por diversas vezes. Quando obedeceu, o policial notou o volume no bolso da vítima e achou que se tratava de um revólver. O cabo da PM atirou contra a vítima que foi atingida no pescoço. O homem foi socorrido pelos próprios policiais ao pronto-socorro da cidade, mas não resistiu o ferimento.

No velório da vítima, emoção e revolta dos familiares. O irmão do funcionário público, José Valdecir Côrrea, conta que Santos nunca teve problemas com a polícia e era uma pessoa dedicada ao trabalho. “Ele saia de casa às 4h30 para trabalhar e voltava ao meio dia. Tomava um banho e ia descansar. Quando dava, ia para a igreja. Nunca fez nada de errado”, diz. Com a morte trágica, a família pede providência das autoridades policias. “Precisamos de Justiça. Que o responsável pague pela morte do meu irmão”, diz.

Santos será enterrado nesta sexta-feira (28) no cemitério municipal.

Artigos mais Lidos

Caixa de promessas