A todos aqueles que reproduzem os textos postados aqui, por favor, quando publicarem em outros blogs ou sites favor mencionar o nome do autor, e se possível nos informar para que tenhamos conhecimento e fazer uma parceria. qualquer dúvida ou sugestão mande um e-mail para pcefabi@hotmail.com. Paulo Cezar de Lima
English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, 22 de março de 2010

Expulsaram o Cordeiro


Então falou Isaque a Abraão seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? (Gênesis 22:7)

Pensando sobre o que escrever para atualizar o blog, Deus me instruiu a escrever algo sobre a presença do cordeiro em nossas vidas, coisa que deve ser essencial na vida de todo cristão, pois nada podemos ou fazemos sem o auxilio do cordeiro.

Quando olharmos para a igreja do passado, não querendo ser saudosista mas somente fazendo lembrança dos tempos antigos, vamos lembrar que em nossos pulpidos pouco se pregava sobre prosperidade e bênçãos para o povo, o que se ouvia com total naturalidade eram mensagens sobre o cordeiro que foi morto, mas que ressuscitou ao terceiro dia e está vivo para glória de Deus, ainda me lembro de alguns dos patriarcas da igreja , sem conhecimento teológico, mas que tinham ousadia ao falar sobre o cordeiro que foi levado para o matadouro, pessoas que deram a sua vida pela obra de Deus.

Com a teologia da prosperidade, o cordeiro foi colocado de lado, e no seu lugar é propagado as bênçãos terrenas, onde o que impera é o que queremos e possuímos, alguns são até categóricos ao dizer que crente tem o direito e o dever de ser prospero, e afirmam que estes nasceram para possuir riquezas nessa terra. Porém outros ocuparam o lugar do cordeiro com o antropomorfismo, onde a vontade humana é a que tem toda a aceitação, o cordeiro não pode e não tem espaço para sequer uma opinião, não existe mais oração, tudo é feito através da escolha humana, coisa que se tem visto atualmente é as escolhas ministeriais sem antes uma vocação, mas como disse, a lei humana é a que tem sido valorizada.

Porque também não falar sobre a pós modernidade e a teologia liberal, entre outras, que vem contribuindo para a ausência do cordeiro de Deus em muitas reuniões, que de fato deveriam tê-lo com total centralidade, pois é a presença dele que nos faz mais que vencedores e que vivifica a sua igreja.

Você já ouviu os louvores da atualidade? Pouco se fala sobre o cordeiro, ou seu plano salvifico, mas o que mais ouvimos é (você vai ter, você vai conseguir, receba a tua vitória, você pode e você faz) onde está o cordeiro? Porque não falar dos pregadores da atualidade que vem a cada dia aumentando os seus jargões com palavras que muitas das vezes quando consultadas no dicionário nota se um grande palavrão, prega-se por movimento e emoções e não para arrependimento e mudança de vida.

Estamos a poucos meses para a eleição, e muitas igrejas erroneamente estão apoiando candidatos, colocando o mesmo no pulpido para faze-lo o seu palanque eleitoral, iludindo o povo evangélico com sua oratória barata.

Em um culto como esse eu fico pensando, onde está o cordeiro?
Você já notou que os crentes hoje quando se faz um grande congresso, não vão mais para o culto para ver o cordeiro de Deus operar, Ainda essa semana uma irmã toda emocionada me disse que estava muito feliz, conta ela que com muita dificuldade conseguiu ficar bem perto do pastor e pregador fulano de tal, que tem dom disso e daquilo, e o cordeiro onde estava?

Existem muitas igrejas que estão como a igreja de Filadélfia, o cordeiro se encontra do lado de fora, querendo entrar, porém já não existe espaço para Ele, pois o mundanismo e o humano é quem domina os quatro cantos do templo, o cordeiro está batendo na porta, mas existe muito nome importante, pessoas ilustres, gente da alta sociedade, que mesmo que o cordeiro consiga entrar, sua presença não terá a mínima significância.

O cordeiro deve ser o principal motivo de nosso culto, deve ser o centro das atenções, pois foi através dele que obtivemos a salvação, e pela sua misericórdia e bondade a oportunidade de sermos hoje esse povo abençoado que está caminhando rumo ao céu, ou você já não crê mais na existência do céu?

Pb. Paulo Cézar de Lima

Nenhum comentário:

Artigos mais Lidos

Caixa de promessas